As vantagens de ser invisível. Ótimo filme para adolescentes e pais

as vantagens de ser invisivel
filme as vantagens de ser invisivel

Existe vantagem em não ser percebido? O que é ser invisível? E no mundo do ensino médio, como é viver sem amigos ou viver sem seu melhor e único amigo suicida? O filme é delicado e aborta questões atuais e reais, não apenas para adolescentes, mas para todos que passaram pelo ensino médio. Inicialmente parece que Charlie apenas escreve um diário, mas a trama envolve um melhor amigo que cometeu o suicídio há poucos meses, e rapidamente Charlie explica que o pai do amigo era alcoólatra e que o amigo não deixou nem um bilhete como despedida. Além desse suicídio, lá pelo meio do filme a protagonista confessa que teve sua iniciação sexual com o “chefe do seu pai” aos 11 anos, pedofilia? Abuso sexual?

No fim do filme, o enredo se fecha falando sobre o próprio abuso de Charlie, e a culpa pela morte acidental da sua abusadora, que é da família. Os 102 minutos do filme são muito bem explorados, e apesar de poucos famosos, prende e surpreende, falando sobre questões atuais de homofobia, homossexualidade, abuso e morte.

Em seu segundo trabalho como diretor, Stephen Chbosky adapta seu próprio romance, As Vantagens de Ser Invisível (The Perks of Being a Wallflower, 2012). Seu primeiro trabalho como diretor foi em JUNO, que também é delicado e emocionante.

As Vantagens de Ser Invisível termina uma sensível história de amizade, descobertas e amor idílico que faz pensar. A frase “Nós aceitamos o amor que acreditamos merecer”, um dos motes do filme, sozinha, rende algumas boas reflexões. A vibração pelas descobertas, a expectativa pelo próximo “mistério”, é igualmente emocionante.