A salsinha é considerada um afrodisíaco

A salsa é uma erva também conhecida como salsinha e parsley (em inglês). A salsa ajuda no controle da hipertensão devido as suas propriedades diuréticas; o alto teor de clorofila da salsa facilita a utilização de oxigênio e o óleo volátil da salsa auxilia no aumento da circulação.

Na Rússia, uma preparo contendo principalmente suco de salsa é feito para estimular contrações uterinas. Na medicina alternativa, é usada para contusões e deslocamentos articulares. A salsa em forma de enxaguante de cabelo ou vapor facial é usada para hidratação de pele seca.

A salsa é considerada um afrodisíaco moderado pela melhora da hipertensão e circulação sanguínea.

A planta é composta de óleo essencial (apiole, myristicina, limoneno, eugenol), cumarinas, glicosídeo (apiina), flavonoides (apigenina), clorofila, proteína, betacaroteno, vitamina C, vitamina K, ferro, magnésio, histidina e cálcio.

Na culinária, a salsa é utilizada em saladas, sopas, molhos, peixes, refogados e outros pratos. É uma erva muito usada em guarnições. Ajuda a refrescar o hálito depois de ingerir alho.

Grandes quantidades devem ser evitadas durante a gravidez, uma vez que a apiole (componente do óleo essencial de salsa) é um estimulante uterino.