Publicado em

Tribulus terrestris melhora o desejo sexual?

A história do Tribulus terrestris é longa e antiga, na Grécia Antiga usavam os frutos secos como um laxante suave, e na China, era utilizada para tratar problemas do fígado e como remédio cardiovascular, além de eliminar dores de cabeça e exaustão nervosa. Atualmente ele pode ser encontrado sob diversos nomes comerciais, dos mais variados fabricantes.

O sucesso desse composto se dá pelo seu suposto efeito no desempenho sexual. Esse composto tem sido usado durante séculos na Europa para tratamento da impotência e como estimulante para ajudar a aumentar o impulso e o desempenho sexual.

No entanto, o efeito hormonal do T. terrestris é controverso. Na Austrália, em 2007, foi feito um estudo em 22 jogadores de rúgbi em treinamento de pré-temporada. O objetivo do estudo foi determinar o efeito de Tribulus terrestris na força, massa magra e a relação entre testosterona no sangue e na urina. Os jogadores tomaram uma cápsula de Tribulus terrestris (450 mg/dia) ou 1 cápsula de placebo.

A força muscular, composição corporal e a relação testosterona sangue/urina foram monitorados antes e após as 5 semanas de uso. Após cinco semanas de treinamento, força e massa magra aumentaram significativamente sem diferenças entre os grupos. Também não houve diferenças na relação testosterona sangue/urina. Este estudo concluiu que a suplementação de Tribulus terrestris não contribuiu para o aumento da massa muscular e não teve efeito androgênico.

Na China, em 1990, 406 pacientes com infarto foram tratados com T. terrestris comparados com 67 controles não tratados. Os resultados mostraram que a taxa de melhora da dor no peito foi maior no grupo que usou T. terrestris.

A maioria dos estudos com o T. terrestris foi realizada na Ásia e não forneceram dados suficientes para avaliar sua qualidade; para piorar, a maioria dos estudos que comprovam os efeitos positivos do T. terrestris foi realizada em animais (ratos e coelhos).

É muito discrepante a diferença entre os resultados obtidos em animais e humanos, enfim, ao ler os estudos relacionados com Tribulus terrestris é possível supor uma ação benéfica do Tribulus terrestris na libido e na disfunção erétil, talvez, por meios não hormonais. A ação anti-hipertensiva demonstrada em animais promove liberação de óxido nítrico estimulado pela protodioscina, o ativo químico do Tribulus terrestris. O efeito sobre o óxido nítrico é o efeito causado pelos medicamentos pro-eréteis Viagra®, Cialis® entre outros.

O Journal of Pharmaceutical Sciences, em 2014 publicou um estudo iraniano usando Tribulus terrestris para tratamento de diminuição da libido em mulheres, foram 67 mulheres dividas no grupo placebo e no grupo tratado com Tribulus terrestris. Este estudo mostrou que o Tribulus terrestris foi efetivo em melhorar o desejo sexual nas participantes que o utilizaram, melhorando o desejo, lubrificação, orgasmo e a satisfação sexual. O Tribulus terrestris era administrado através de um xarope contendo 3,5 gramas de extrato etanólico do Tribulus terrestris em cada 5 ml de xarope. Não foram descritos efeitos colaterais com as doses estudadas.

Pelo sim pelo não, o Tribulus terrestris ainda é motivo de muito estudo. Use com moderação, e em caso de sintomas inesperados procure um médico. ❤️